Ostras Francesas

Setembro/2017

Já que nosso documento esta atrasado e estamos a 3 semanas em La Rochelle, nada mais justo do que fazer uma pagina só sobre ostras!

Escolhemos um video que dá uma idéia legal de um produtor local de Ostras na região de Arcachon, há 250km ao sul de La Rochelle. Os Franceses parecem trazer uma forma de prazer em tudo o que fazem, principalmente como tratam os alimentos.

A primeira coisa que fizemos quando chegamos na França foi sentar num restaurante e pedir ostras. E desde então, começamos a perguntar mais para as pessoas e pesquisar sobre como escolhe-las, aonde ficam os melhores produtores e esse tipo de coisa.

Primeira coisa que aprendemos foi sobre o tamanho delas. São 6 tamanhos diferentes, quanto menor o numero mais gorda ela é. Por Exemplo:

#5 - é a mais magra, pesando aprox. 40g

#4, 3, 2 - são as mais comuns nos mercados, tamanho médio mas bem suculenta.

#1 - grande, já pesando aprox. 90g

#0 - é a maior, pesando aprox. 100g

A #3 passou a ser a nossa favorita, e pelo visto da maioria das pessoas, já que são as mais vendidas por aqui.

Essa foto acima foi no restaurante Le Comptoir  Saoufé, no centrinho antigo de La Rochelle. A primeira fileira de ostras (da esquerda pra direita) foi de #2. Já a segunda era uma Gillardeau (produzida em fazenda) de #3. E a terceira era das ilhas proximas, também, de #3.

Achamos a Gillardeau sensacional! Tinha um sabor mais delicado, mais puro, 

*Gillardeau é um produtor de ostras tão bom que dizem ser o "rolls royces" delas. Elas passam seus primeiros 2 anos na região de normandia ou de County Cork (na irlanda) e então são transferidas para Marenne-Oleron (próximo de la rochelle) para alimentar-se de um plâncton específico que vai dar vida ao seu sabor.

As ostras alteram de sabor, além do seu tamanho, também pela região que elas são criadas. Demoram cerca de 4 anos para atingir sua maturidade para o consumo. e são transportada de um lugar para outro dependendo de sua fase de desenvolvimento.

Regiões da França:

Normandia - ao norte da França, essa região produz ostras bem apreciadas. Elas são criadas em aguas mais profundas pois acreditam que a agua do mar mais pura realça seu sabor característico.  

Brittany - ao sul de Normandia, ainda na parte noroeste da França, tem uma reputação grande de produzir ostras planas, conhecidas como "Belon". Elas são criadas nas sombras do Mont-Saint-Michel e vivenciam uma das maiores variações de marés do mundo. 

Vendée - ao sul de Brittany, logo acima de onde estamos (La Rochelle), as ostras são produzidas na baía de Bourgneuf há muitas gerações, e são apreciadas pela sua carne firme e "crocante".

Charente - Maritime - é aonde estamos, no momento desse post, próximo a cidade de bordeaux. As ostras daqui passam por um processo de amadurecimento que define suas qualidades e um sabor rico que permanece na nossa boca por mais tempo. Existem as "Fines Claires", e as "pousses Claires". As ostras das ilhas (Ile de Ré e Ile de Oléron) carregam um sabor fresco de mar.

Arcachon (Aquitaine) - A região mais famosa pela sua produção de ostras na França. Seu sabor é delicado e de alta qualidade devido aos plânctons que consomem. Há as de Cap-Ferret, com aromas de vegetais e frutas cítricas, e as da Île aux Oiseaux, com aromas minerais e carregadas de história.

Mediterraneo - Já que a variação de marés é menor no mediterrâneo, as ostras filhotes são coladas uma por uma em uma corda e então levada a água para crescer, Seu sabor é um pouco amendoado e são bem delicadas.

Descobrimos que o melhor tempero pra ostra é limão siciliano apenas! E um bom pão com manteiga pra acompanhar.